Festas Municipais 2017-03-15T17:05:40+00:00

Festas Municipais

A Aldeia do Pai Natal é o programa natalício da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo. Consiste na realização de um vasto conjunto diversificado de eventos comemorativos da quadra natalícia, decorrendo entre dezembro e janeiro.

O Município prepara uma programação que incide na animação para as crianças, animação musical, eventos culturais, atividades de cariz ambiental, visualização de filmes para os mais novos com temática natalícia, mostras gastronómicas, exposições, entre outros.

A noite de Cantares das Estrelas é uma tradição em Vila Franca do Campo que conta com a participação de diversos grupos de cantares de diversos Concelhos da ilha de São Miguel. Estes grupos atuam, inicialmente, na escadaria do edifício da Câmara Municipal no Largo do Município, percorrendo depois algumas artérias do concelho e finalizando o seu percurso no Largo Bento de Góis.

Em tempos passados, mandava a tradição que os donos das casas abrissem a suas portas aos cantores e lhes oferecessem retempero para a noite fria, geralmente doces e licores, sendo que após este momento, estes seguiam o seu caminho cantando em direção à próxima morada amiga.

A Câmara Municipal promove um conjunto diversificado de eventos festivos com o intuito de celebrar o Carnaval, com destaque para os tradicionais desfiles carnavalescos, o Baile de Máscaras, entre outros.

Habitualmente as comemorações iniciam-se com o corso carnavalesco das escolas e instituições do concelho, no qual docentes, alunos, crianças e jovens inseridos nas IPSS’s desfilam fantasiados pelas principais artérias de Vila Franca do Campo.

No fim de semana de Carnaval ocorre o Baile de Máscaras no Pavilhão Multiusos Açor Arena, onde centenas de pessoas se divertem, fantasiando-se a seu gosto.

Na terça-feira de Carnaval decorre o Cortejo de Carnaval, onde as associações culturais e população em geral desfilam pelas principais ruas do Município.

O Desfile dos Reis Magos é um evento tradicional organizado pela Associação de Jovens Unidos da Ribeira Seca, em colaboração com a Câmara Municipal. Este desfile, onde são recriadas diversas cenas bíblicas, conta com a participação de diversos atores e figurantes que representam as figuras mais importantes do Presépio, como a Sagrada Família, os Reis Magos, o Rei Herodes, soldados romanos, pastores e anjos.

Os figurantes desfilam pelas ruas principais a pé e a cavalo, num percurso que se inicia na freguesia de Ribeira Seca e prolonga-se até ao centro histórico do Concelho, onde, na Praça do Município, se desenrolam os atos que recriam, em dois momentos, a visita dos Reis Magos ao Rei Herodes e, posteriormente, ao Menino Jesus.

O Desfile de Reis Magos é uma tradição em Vila Franca do Campo com origem nos anos sessenta e prolongando-se até aos anos setenta. Após uma longa pausa, em 1999 o cortejo voltou às ruas do Município, sendo organizado, desde então, pela Associação de Jovens Unidos da Ribeira Seca.

A Festa do Emigrante é um evento organizado pela Autarquia no mês de agosto. Trata-se de um convívio que visa prestigiar a comunidade açoriana que vive nos Estados Unidos da América, Canadá, Bermuda ou qualquer outro lugar, fazendo-os vivenciar tradições de que estão afastados, dada a distância da sua terra natal.

Nesta ocasião há um momento etnográfico tradicional, nomeadamente uma matança de porco, com exposição dos animais e posterior desmanche. Decorrem, ainda, diversas atuações de diversos grupos de cantares.

As comemorações do Feriado Municipal de Vila Franca do Campo – popularmente conhecido como São João da Vila – foram iniciadas oficialmente em 1968, data em que foram levadas a efeito as primeiras Marchas de São João. Desde essa data, com um breve interregno, a Autarquia tem apoiado e incentivado a realização das festividades em honra de São João Baptista.

Normalmente, os festejos prolongam-se por vários dias, com destaque para o arraial da noite de 23 para 24 de junho – ponto alto das Festas – tal como o desfile das marchas populares, tão queridas do povo vila-franquense.

Outrora, muito antes do início da tradição das marchas populares, a população passava os dias convivendo uns com os outros nas matas da Lagoa do Congro, onde levavam farnéis para fazerem piqueniques, enquanto nas torres das igrejas Matriz e da Misericórdia ficavam a tocar as bandas filarmónicas do Concelho, na altura a Banda Lealdade e a Banda União. O arraial decorria na mata. Mudaram-se os tempos e o arraial passou a ser feito sem necessidade de sair do concelho. Enfeitam-se também as fontes e as ruas de Vila Franca do Campo e, antigamente, também se saltava sobre fogueiras de louro.

  • Tradições populares

Na noite de São João, ao sereno, as donzelas deitavam as sortes (pedaços de papel bem dobrados com os nomes dos prováveis noivos) e, ao alvorecer, iam ver qual se abria, mostrando o futuro amado. Havia também as sortes nas favas, uma revestida, uma toda descascada e outra apenas metade, colocadas debaixo do travesseiro. Ao acordar aquela que apanhassem ao acaso lhes diria se teriam um futuro mais rico ou mais pobre.

  • Religioso

A ermida de São João, localizada na freguesia da Ribeira Seca, deu grande impulso à fé que já existia nos primeiros tempos do povoamento da primeira capital da ilha. A ermida escapou ao terrível terramoto de 1522 que destruiu Vila Franca do Campo. Tal facto tornou a ermida no fulcro central de uma bem viva crença na proteção de São João Baptista.